Imprimir

Atendimento oferecido por municípios é precário


Pesquisa aponta que 32 cidades não oferecem tratamento

Trinta e dois municípios do Espírito Santo não oferecem qualquer tipo de tratamento relacionado à prevenção ou tratamento de dependentes de álcool ou outras drogas. Outros 23 municípios contam somente com uma opção de atendimento, que são os grupos de mútua ajuda como o Alcoólicos Anônimos, e nas demais cidades há deficiência nos serviços oferecidos.

A constatação é de uma pesquisa feita pelo Grupo Fênix, ligado ao Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), que revela que 79% dos leitos disponíveis no Estado provém de comunidades terapêuticas. 

Fonte: Gazeta online

Imprimir

PF prende mexicano acusado pelo governo americano de chefiar tráfico de metanfetaminas

BRASÍLIA - A Polícia Federal prendeu José Diaz Barajas, acusado de chefiar parte do tráfico de metanfetaminas do México para os Estados Unidos. O mexicano foi preso no aeroporto internacional Tom Jobim, na segunda-feira, quando tentava embarcar para Fortaleza, onde assistiria ao jogo do Brasil contra o México. O nome de Barajas foi incluído na difusão vermelha da Interpol a pedido de autoridades americanas. Ele estava no Rio desde a semana passada e teve a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Imprimir

Pesadelo brasileiro:” Copa do Mundo, palmada e aborto”

Para os estrangeiros que estão vindo ao Brasil para assistir à Copa do Mundo, esse mega-evento de futebol muitas vezes significa “turismo sexual.” Mas para os brasileiros, é a velha política romana de apaziguamento do “pão e circo.” Dê futebol aos brasileiros e eles se esquecerão de suas angústias sociais e morais — pelo menos por um tempo.

A razão especial que o governo sob a presidente socialista Dilma Rousseff está fazendo a Copa do Mundo é para que os brasileiros não deem atenção às consequências de suas malfadadas políticas e sofrimentos planejados.

Recentemente, com o Brasil sob o feitiço da Copa do Mundo, os hospitais haviam sido colocados sob uma ordem de facilitar abortos. Sob uma nova lei de aborto aprovada imediatamente após a visita do papa no ano passado, as mulheres podem requerer aborto médico meramente alegando que foram estupradas — sem nenhuma necessidade de evidência médica ou policial.

Imprimir

Magno Malta na Marcha Para Jesus com bandeiras de luta em defesa da família

Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família Brasileira, senador Magno Malta (PR/ES) com camiseta trazendo a campanha contra a legalização da maconha, em São Paulo, participa da tradicional Marcha Para Jesus. “Os turistas e a imprensa internacional, que vieram acompanhar a Copa do Mundo, já vão sentir que o Brasil é cristão e tem vozes que clamam por ética e moral”, afirmou Magno Malta, ao lado da esposa, deputada federal Lauriete

A 22ª edição da Marcha Para Jesus, neste sábado, reuniu mais uma vez milhões de pessoas nas ruas de São Paulo. Considerado um dos maiores eventos cristãos do mundo, a edição deste ano tem o tema Conquistando Para Cristo. Senador Magno Malta e a deputada Lauriete foram convidados em virtudes das bandeiras que o casal defende no Congresso Nacional pela estruturação da família brasileira. “Este ano, estou com camisa nova, estampada a campanha contra a legalização do consumo e plantio da maconha no Brasil”, explicou Malta, muito assediado pelos participantes do evento.