Imprimir

Indicados integrantes para a CPI dos maus-tratos às crianças e Magno Malta quer investigação rigorosa

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, leu nesta terça-feira,  os senadores indicados pelos blocos partidários para integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos maus-tratos às crianças, cuja criação foi requerida pelo senador Magno Malta . A partir de agora, a CPI já pode ser instalada. “Vamos apurar fundo todo tipo de crime e abuso contra crianças e adolescentes” prometeu Magno

Os membros titulares da CPI são os senadores Magno Malta,  Paulo Rocha (PT-PA), Eduardo Amorim (PSDB-SE), Lídice da Mata (PSB-BA) e Ana Amélia (PP-RS) Os suplentes são Humberto Costa (PT-PE), Flexa Ribeiro (PSDB-PA), José Medeiros (PSD-MT) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Ainda faltam dois titulares e um suplente a serem indicados. 

Imprimir

Magno Malta participa da 10° edição da Marcha pela Vida contra legalização do Aborto e das Drogas

O objetivo, segundo o senador Magno Malta, é chamar a atenção da população e do Supremo Tribunal Federal, onde tramitam ações a favor da legalização do aborto e da maconha. “O Brasil é majoritariamente cristão e não podemos permitir que meia dúzia de homens possam tomar decisão tão importante que vai refletir diretamente nas famílias brasileiras” disse Magno para uma grande multidão que tomou a Esplanada, em Brasília, nesta tarde de terça-feira.

O Grande Ato da Marcha é contra a Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que propõe a descriminalização da prática em qualquer circunstância, desde que a gestação não ultrapasse a 12ª semana. O grupo também é contrário a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5581 que pede a legalização do aborto nos casos em que a gestante for diagnosticada com zika. “Aborto é crime, seja como for, alertou Magno Malta.

Imprimir

Projeto de Magno Malta que preserva o sábado para religiosos é aprovado na Comissão de Cultura

Comissão aprovou nesta terça-feira, dia alternativo de prova de concurso para atender motivação religiosa. O parecer favorável ao projeto, de autoria do senador Magno Malta (PR-ES), foi elaborado pelo senador Pedro Chaves (PSC-MS). A matéria será votada, agora, pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Malta assegurou que a ação afirmativa contida no projeto não configura privilégio, mas estimula a igualdade de oportunidades a todos os cidadãos.

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou o substitutivo de projeto de lei do Senado que possibilita a realização de concurso público em dia alternativo ao agendado pelos organizadores para atender a motivo de crença religiosa dos candidatos.

Imprimir

Maus-tratos infantis

Este é um dia de reflexão para buscar solução contra os maus-tratos infantis. Esta é a luta do senador Magno Malta.